2008/09/25

Trabalho de pesquisa histórica: "A Minha Genealogia Ilustrada" - 11º Ano

A Genealogia ou História da Família pode ser um passatempo bem interessante! A consciência de família e de tradição é a raiz da cidadania e da auto-estima. O conhecimento da origem da família, é parte fundamental da identidade do indivíduo, autenticidade e maturidade da personalidade de cada um. A pesquisa genealógica deve partir da identidade dos pais, dos avós, bisavós, e prosseguir em recuo até onde for possível chegar. Criar uma listagem com os nomes dos ascendentes, com uma breve descrição de cada um, alguns com fotos e curiosidades.
Os sobrenomes ou nomes de família, surgiram para identificação das pessoas do povo durante a Baixa Idade Média. Anteriormente, só eram utilizados pelos reis e nobres. Para reproduzir os hábitos de pessoas importantes, ou, simplesmente, para se diferenciar numa época de grande expansão demográfica, os homens passaram a utilizar como sobrenomes as designações dos seus ofícios ou habilidades, dos seus lugares, da sua condição socio-económica, de plantas ou animais, adoptando, enfim, as mais variadas nomeações que os identificassem. Hoje, além de mera designação, o sobrenome é um património da família, marca exclusiva que representa toda uma linhagem, nomeação que se estende por gerações e gerações, identificando características físicas e comportamentos semelhantes.

Algumas sugestões…
- A pesquisa genealógica deve iniciar-se pela consulta dos familiares: pai, mãe, irmãos, avós, tios, primos;

- Recolher todas as informações necessárias: nomes, apelidos, data e local de nascimento, casamento, falecimento, baptizado, nomes dos pais, avós, tios, irmãos, padrinhos, comentários, casos interessantes, recortes de jornais, fotografias, documentos (certidões de nascimento, casamento,…), cartas, diários (…);

- Esgotada essa fonte de informação, podemos partir para profissões, escolas, faculdades, irmandades religiosas, documentos que podem ser adquiridos em arquivo público, igrejas (baptismos e casamentos), cartórios (nascimentos, casamentos, falecimentos, escrituras de terras, testamentos e inventários), bibliotecas (livros de genealogia, história, livros de história local, cemitérios, passaportes, cartas de família;

- Genealogia é pesquisa e paciência. Não desista, construa a sua passo a passo. Três ou quatro gerações já são alguma coisa. É pouco? Talvez, mas há gente que nem isso consegue. Anote tudo num caderno ou em fichas. Uma folha ou ficha para cada um: nome, filiação, datas de nascimento, casamento e óbito, os locais respectivos, profissão, nome do cônjuge (de solteira, se mulher) e a respectiva filiação. Cada filho casado, por sua vez, gera um novo registo;

- Dicas para transformar essas anotações em texto corrido: a partir do ascendente mais antigo, numere as gerações em romano (I II, III, IV, V…) e os descendentes de cada um em numeração árabe (I.1, I.2, I.3, II.1, II.2, II.3, …);

- Importante: genealogia, hoje, não é a simples sucessão de nomes e datas, é a história da família a partir de cada um dos seus elementos e das suas relações de parentesco. Anote assim, tudo o que conseguir encontrar sobre histórias, factos, tradições e costumes dos seus. Quanto mais vida melhor! Afinal, esses nomes resgatados do passado não devem voltar ao nosso convívio como almas mortas, mas como figuras que fazem parte da história de cada um de nós, se encontrar fotografias, salve-as! Elas valem por uma biografia, pois têm tudo para revelar a personalidade do retratado. A sua aparência física, os seus traços de família, a sua idade, o seu ambiente, a sua época, o seu modo de ser. Uma genealogia ilustrada vale por duas e comprova não estarmos a falar de fantasmas.

Bom trabalho! Deixe aqui as suas impressões, experiências acerca dos sabores e dissabores do seu trabalho de pesquisa.

43 comentários:

maria graça silva bessa disse...

esta a ser muito divertido procurar familiares mais antigos, conhecer histórias dos mesmos, ver fotos de alguns familiares que n conheci. Penso que este trabalho vai ser bastante interessante de realizar e concluir. tenho pena de não conhecer histórias dos mais antigos. A maior parte das histórias que os meus familiares me contaram são sobre como viviam, a trabalhar nos campos, as suas rotinas, as suas obrigações, complicações da vida, problemas que tinham de enfrentar todos os dias. quando ouço estas histórias tento comparar o tempo da adolescência deles com a minha. penso que a conclusão deste trabalho vai ser bastante boa em relação aos meus conhecimentos pessoais e familiares.

Rosário Gonçalves disse...

Concordo consigo Graça! É de facto um trabalho que enriquece as relações familiariares e pode, além de trabalhoso, ser muito divertido! Continue.

Anónimo disse...

António Pedro Neto, nº 3, 11º J

Acho este trabalho interessante pois permite-nos conhecer melhor/saber mais sobre os nossos antepassados, as suas histórias de vida, as suas profissões, o estado civil, isto é, descobrir tudo sobre cada pessoa que compõem a minha ascendência. Como achava a estrutura da árvore genealógica um pouco complicada decidi procurar na internet algo que facilitasse essa estrutura e descobri! Descobri um site que aqui divulgo para todos,é o seguinte:meusparentes.com.pt
Bom trabalho!

Rosário Gonçalves disse...

Obrigada António pela colaboração e partilha de informação a todos os colegas. Gosto de o ver motivado!

Anónimo disse...

Está a ser um trabalho enriquecedor e com bastante interesse pois falar da família é sempre algo importante. Estou a descobrir várias coisas...falei sobre familiares que nunca conheci e soube histórias de vida, curiosidades, a importância da família antigamente, as diferenças entre os dias de antigamente e os de hoje. Estou a gostar de ver todas as fotografias, é bom ver como eles eram e como são agora, tal como "ver" familiares que já morreram e já não estavam por cá quando eu nasci.

Sara Costa, nº 23 - 11º H

marina magalhaes disse...

estou a achar muito interessante este trabalho... pois assim podemos descobrir coisas novas, conhecer historias engraçadas, saber como viviam, como era a sociedade naquela altura... acho que este trabalho e muito importante porque assim podemos conhecer a nossa familia toda e isso e muito importante nao so para agora mas tambem para o futuro

Rosário Gonçalves disse...

Obrigada Sara e Marina pelos vossos contributos!

Anónimo disse...

Quando nos foi proposto fazer um trabalho sobre a nossa árvore genealógica achei de imediato a proposta, bastante interessante!!!
Um trabalho de pesquisa com o qual podemos "entrar em contacto" com os nossos antepassados, mesmo os mais remotos.
Uma oportunidade fantástica de conhecer a vida de familiares que não conheci, de criar laços, conhecer melhor o que fomos e por isso o que sou, através de histórias de vida, características de personalidade, físicas, curiosidades, gostos pessoais...
obrigada!
Bom trabalho para todos os meus colegas também envolvidos neste projecto proporcionado pela disciplina de História!

Joana Faria , nº 14 , turma 11º I

Diana Moreira disse...

Esta a ser um trabalho bastante interessante. estou a descobrir coisas da minha familia que ate entao desconhecia. no passado sabado estive falar com a minha avó e ela deu-me uma foto do meu tetra-avô. Nunca pensei conseguir arranjar fotos de parentes tao distantes. :)
Fazer este trabalha esta a despertar-me muita curiosidade e leva-me a que procure informaçoes ate ao parente mais distante que for possivel.

tou a gostar muito de o fazer.


Diana Moreira nº11 11ºI

Rosário Gonçalves disse...

Está a ver Joana? A História também pode ser interessante e permitir uma melhor compreensão de si e dos seus! Obrigada pelo obrigada!

Rosário Gonçalves disse...

Olá Diana, gosto de verificar que o seu trabalho está a ser gratificante e a bter bons resultados, o seu tetra avô gostaria de a ver interessada na pesquisa das suas origens, pois já conseguiu chegar até ele!

Rosário Gonçalves disse...

Errata:
obter (22/10/2008)
familiares (29/09/2008)

Rosário Gonçalves disse...

Sara, fiquei satisfeita ao ver as recolhas já efectuadas pelo seu trabalho de pesquisa (adiantado, organizado). Continue à procura!

Rosário Gonçalves disse...

De certeza, Marina, que o trabalho que está a desenvolver será reconhecido e valorizado pelas gerações futuras da sua rede familiar.

Anónimo disse...

Este trabalho está a dar-me "gozo" realizá-lo... Já recolhi muitas fotografias, até a da minha tetra avó de ambas as partes (avó e avô). Tios, primos, que não fazia a minima ideia que existiam e me pertenciam.
Este trabalho tem mexido comigo em recordar certas pessoas, histórias que eu adorava, mas nunca é demais lembrava-las.
Par mim este trabalho está a ser bastante enriquecedor, em puder fazer comparações com o antes e o agora, ficar a conhecer novas pessoas ligadas a mim, novas recordações, histórias, etc.
Bom trabalho para todos!!!
Que vos esteja a ser tão interessante tal como para mim!!!

Cristiana Vieira N.4 11ºJ

Rosário Gonçalves disse...

Reconhecer o entusiasmo dos meus alunos na "descoberta" do passado também me dá "gozo" Cristiana!

ups!
...lembrava-las??
...puder??

Anónimo disse...

Estou adorar elaborar este trabalho proposto pela professora de História pois não sabia nem de metade das histórias da minha família, até ao dia que comecei a procurar, tenho agora bastantes fotos e estou adorar ...
Não imaginava que os meus avós tivessem bastantes recordações..
Este trabalho está a ser bastante enriquecedor.
Obrigada professora



Cátia Natália nº3 11ºH

Rosário Gonçalves disse...

Fico feliz por estar a ser um trabalho gratificante para si e para os seus, Natália. Obrigada eu, por estar a recuperar uma memória.

Anónimo disse...

Segundo o dicionário: «Família, s.f. pessoas do mesmo sangue; linhagem».
Mas será a familia apenas isto?
Falar de Família é, inicialmente, algo fácil, mas na verdade um grande desafio.
Quais serão as raízes da minha família? Afinal sou descendente de que raça?
Tudo o que sabia sobre os meus antepassados eram pequenos detalhes.
Iniciei a minha pesquisa, consultando os membros mais velhos da minha Família. Descobri e conheci de perto, histórias e histórias de cada um. Abri aquelas gavetas das recordações e vi as várias fotografias guardadas, os bons momentos passados, as experiências vividas... Algo que todos parecem querer apenas guardar.

Estou adorar o desafio!!

Patrícia Ferreira, nº19 11ºH

Anónimo disse...

Este trabalho revela cada ves mais interesse á medida k vou avançando...
É um trabalho bastante enriquecedor a nivel do nosso conhecimento familiar, é um tema que nos tras bastante interesse. quero felicitar a professora Rosário Gonçalves par esta iniciativa, pois foi uma exlente ideia. obrigada professora...

Anónimo disse...

filipa borges 10ºI

Anónimo disse...

FILIPA BORGES 11H Nº7

Marlene Moreira 11ºH disse...

Estou a gostar muito de realizar este trabalho, estou a descobrir histórias da minha família que se não fosse este trabalho acho que nunca as descobreria... Ao 1º confesso que não estava a gostar nada da ideia porque ía dar muito trabalho, mas com o desemvolvimento deste mudei completamente a minha opinião agora estou a adorar... Pois agora percebo que sem trabalho nada feito....

Obrigado professora Rosário Goncalves por nos propor a realizar este género de trabalho...

Anónimo disse...

Olá….

No âmbito da disciplina de História foi-me proposto a elaboração de um trabalho sobre a minha genealogia ilustrada.
Este trabalho propõe aos alunos um grande esforço e paciência, visto que integra um grande número de conhecimento familiar e pesquisa.
É um trabalho que exige muita parte do aluno e também a colaboração familiar, não deixando de frisar que sem a ajuda da professora que nos forneceu os pontos para a realização do trabalho nada seria concebido.
Assim, relativamente á minha concessão deste trabalho, descrevo o que já realizei, desde o momento da pesquisa e conversas informais com a família e também a elaboração e descrição do mesmo.
Um dos pontos mais favorecido que encontrei na realização deste trabalho foi: a capacidade de entreajuda familiar, a recordação e a surpresa de conhecer familiares, bem como a sua história de vida que nunca tinha escutado e ouvido falar, pelo contrário existem alguns aspectos menos positivos como a recolha de informação de alguns familiares mais antigos bem como as fotografias, uma vez que não são informações fáceis de encontra.
Deste modo, para finalizar o meu comentário refiro até de momento o que já realizei no trabalho, uma vez que já obtive informação até o meu trisavô.
É bom recordar e ainda melhor sendo a família.

Cátia Sofia Silva Campos, nº4 11ºH

Anónimo disse...

Este trabalho que nos foi proposto sobre a nossa genealogia é muito interessante!!
O meu trabalho ainda não está muito desenvolvido... Mas sem dúvida que está a ser um trabalho muito divertido, interessante e enriquecador!! Ver fotografias de alguns dos nossos familiares de antigamente é muito engraçado... Através dessas fotos podemos ver como eles se vestiam e a maneira como viviam!!
Para o meu trabalho só consegui is até aos meus bisavós...
Espero continuar a surpreender-me, positivamente, com este trabalho... Estou a gostar muito!!
Espero que o trabalho fique bom como eu quero que fique!!

Natália Carvalho Nº18 11ºH

Anónimo disse...

ola!!!
o meu trabalho esta a evoluir de forma progressiva sendo que tenho dedicado parte do meu tempo a executa-lo. Quando a professora nos falou deste trabalho achei que iria ser uma “seca”. Depois de começar a conhecer os meus familiares mais antigos achei que este trabalho afinal era interessante e que não devia julga-lo sem o experimentar. Hoje já adquiri muitas informações sobre a minha família que desconhecia completamente. Afinal o trabalho não era uma “seca” era “totil” interessante.



Teresa Moreira 11ºh nº27

Luís Silva disse...

Este é o tipo de trabalho que é sempre interessante fazer.
Eu pelo menos gosto imenso de fazer este tipo de pesquisas e descobrir mais sobre a minha familia, na semana passada descobri que um tio-avô esteve na guerra colonial, estou muito curioso para saber detalhes e ver fotos, vou dando noticias.

Luís Silva nº23 11ºI

Anónimo disse...

Olá


Estou a gostar muito de realizar este trabalho, estou a descobrir histórias da minha família que se não fosse este trabalho acho que nunca as descobreria... No inicio confesso que não estava muito intusiasmado com a realização deste trabalho porque iria ser um trabalho muito elaborado o que me iria dar muito trabalho,mas com o desemvolvimento deste mudei completamente a minha opinião agora estou a ter prazer no que estou a desenvolver...
E muitos familiares meus contam-me histórias muito engraçadas das vivências deles.

Continue a dar-nos desafios que eu irei acatar com bastante agrado.


Obrigado!!!!!!!!!

Manuel Brito, Nº16 11ºH

Anónimo disse...

Eu estou a descobrir muita coisa a cerca da minha família...

Carlos Sousa, nº9, 11ºI

Anónimo disse...

Eu estou a descobrir muitas coisas interessantes a cerca da minha família, por exemplo que o meu bisavô esteva na 1ª guerra mundial…

Carlos sousa, nº9, 11ºI

Anónimo disse...

Olá!!
Estou a adorar realizar este trabalho, desde sempre quis fazer algo do género, mas nunca me disponibilizei muito...está a ser bastante recompensador e enriquecedor! Descobri imensos aspectos interessantes, mas que só irei revelar no dia da minha apresentação =D

Rita Magalhães 11h nº1

Anónimo disse...

Olá Professora Rosário Gonçalves!

Venho por este meio expor o meu comentário sobre o trabalho de História: "A MINHA GENEOLOGIA ILUSTRADA".

Este trabalho está a proporcionar-me a oportunidade de conhecer melhor as raízes da minha família.
Pesquisei afincadamente e descobri através das pessoas mais idosas nomes, datas de nascimento/morte, profissões, histórias, entre outros, sobre estes.
As fotografias por sua vez, estão a tornar-se escassas e difíceis de encontrar.
Contudo ainda não perdi a esperança e continuarei empenhada em descobrir mais familiares.

Beijinhos, da aluna Liliana Rocha do 11ºH nº13

Anónimo disse...

olá...

No começo deste ano lectivo foi-nos poposto pela professora de História um trabalho pessoal: " A minha genealogia familiar".
É sempre agradável saber mais acerca das pessoas que fizeram parte da minha linhagem familiar até aos dias de hoje, mas nunca imaginei que fosse tão interessante e enriquecedor a procura, investigação e a descoberta gradual que este projecto tem me vindo a proporcionar.
É exaustivo, sim, mas compensa o esforço, a dedicação e sobretudo a diversão quando se torna possível descobrir os rostos, hábitos e as culturas daqueles que fizeram e fazem o conceito de familia completo.
Neste momento já consegui encontrar fotografias e outros dados pessoais até aos meus tetra-avós.

Marta Pereira nº17 11ºH

Anónimo disse...

cristina Sousa nº5 11ºH

ola

Quero dizer que o trabalho da genealogia proposto pela professora de história foi algo muito bem pensado por sua parte, pois com o que já trabalhei descobri muitas coisas interessante que nem se quer imaginava que se pudesse passar na minha família. Desde informações pessoais de cada um dos meus familiares, a fotos… consegui obter informações até aos meus tetravós… está a ser super divertido e enriquecedoras umas vezes que envolve a história de antepassados numa sociedade bastante diferente da actual. Estou bastante expectante em relação á visualização do produto final.

Anónimo disse...

ola...

Ao longo deste primeiro período tenho feito um trabalho proposto pela professora de história acerca da minha genealogia familiar que irei desenvolver durante este ano lectivo.
Na minha opinião tem sido demasiado interessante, enriquecedor e curioso realizar este projecto.
Neste momento só tenho até aos meus bisavós mas espero com persistência alcançar outros graus familiares podendo chegar o mais longe possível...


Rute Nogueira nº22 11ºH

Anónimo disse...

Correção do antigo comentário!

OLÁ...

Este trabalho revela cada vez mais interesse á medida que vou avançando.
É um trabalho bastante enriquecedor ao nivel do nosso conhecimento familiar, é um tema que a mim pessoalmente tem me transmitido bastante interesse.
Quero felicitar a professora Rosário gonçalves por esta iniciativa, pois foi um exelente ideia.
OBRIGADA PROFESSORA!!!

FILIPA ISABEL BORGES 11ºH Nº7

Diana Faria 11ºJ disse...

Esta a ser muito divertido fazer este trabalho, pois permite-nos conhecer o nosso passado, a historia das nossas familias.Acho que sim que é um trabalho que enriquece as nossas relaçaoes familiares como a profossora disse.As historias que ouço,os sacrifiçios que familiares meus fizeram para chegarem aos seus objectivos, essas historias fazem com que eu num certo ponto cresça pois antigamente não havia as facilidades e possobilidades de hoje talvez seja esse o motivo de nos jovens nao lutar-mos tanto pelos os nossos objectivos.Pois temos tudo muito façil.Sem duvida este trabalho para além de ser divertido faz com que nos façamos mais pelos os nossos objectivos pelo o futuro da nossa vida.

Anónimo disse...

Antonio agradeço a tua descoberta desse site, é mesmo muito bom.
Aconselho toda a gente ir a esse site.

Anónimo disse...

Foi-nos proposto pela professora de História um trabalho sobre " A minha genealogia familiar".
É interessaste saber mais á acerca da nossa linhagem familiar!

Descobre -se os nossos antepassados, dá nos a oportunidade de saber os hábitos, os costumes e as tradições da nossa família...

Estou a achar o trabalho interessante, pois descobri que a minha família é mais grande do que eu pensava ser, a recordação e a surpresa de conhecer familiares que não conhecia foi bastante surpreendente...
A história de vida de cada um deles que nunca tinha escutado e ouvido falar foi bastante interessante...

Estou na fase final em que me falta recolher as fotografias...
Esta parte do trabalho está a ser complicada, pois os meus antepassados como eram muito pobres raramente tiravam fotografias
...

bem...
... mesmo não conseguindo (com muita pena minha) arranjar fotografias, quero que saiba que o trabalho está a ser muito interessante e que vale a pena descobrir a linhagem familiar de cada um!!!

Resta me agradecer a professora a oportunidade que nos está a dar em realizar este trabalho
e
continuação de um bom trabalho para todos

=o)


Sara Teixeira

nº 24

turma:11º H

Anónimo disse...

A elaboração do trabalho da minha genealogia ilustrada, proposto pela professora Rosário Gonçalves, está a dar-me uma grande oportunidade de descobrir diversas histórias e pessoas que até então desconhecia serem da minha familia.
Contudo este trabalho está a dar-me um gosto especial bem como a minha familia, apesar de não conseguir tudo o que queria, mas vou continuar empenhada a descobrir.
Pois fico muito grata a professora por nos propor os seguintes trabalhos, que me dão muito prazer em os fazer...
Muito obrigada!
Tânia Dias nº26 11ºH

Anónimo disse...

Tenho a dizer que este trabalho parecia-me um pouco aborrecido, mas quando comecei a procurara fotos dos meus familiares comecei a ter outra impressão do trabalho.Esta trabalho está a ser muito gratificante. Com a procura que tenho efeituado, tenho encontrado fotografias de quase toda a minha familia até aos meus visávós maternos e paternos, tenho também tomado conhecimento da existência de pessoas até agora desconhecidas para mim.Estou a adorar fazer este trabalho e,deste modo, devo agradecer à professora Rosário Gonçalves,pois propos-nos um trabalho muito interessante e gratificante.
Linda Zora 11ºH Nº14

Motaz disse...

Desde há muito que desejei criar uma àrvore geneológica, mas nunca me quis prontificar demasiado porque já sabia que iria dar trabalho; mas enganei-me! Até agora (pelo menos) não está a ser complicado, um pouco trabalhoso, mas recompensador, acredito eu! Além disso é-me muito útil porque tenho imensos tios, e nunca sei os nomes deles, e de vez em quando passo uma vergonha ou outra em jantares de família e afins...!
Um aspecto que achei muito interessante, foi o facto de descobrir que tenho amigos ou colegas que na verdade são da minha família! Um exemplo é a Rute, que é minha prima! Isso faz-nos sempre ter uma ideia de proximidade e de fraqueza, já que o mundo não é tão grande como o achamos!
Quanto a histórias, ainda não tenho muitas para contar, mas ainda só estou a explorar o lado materno!

José Teixeira
11ºH nº11

Anónimo disse...

*árvore